Água-Cooperação


Começamos o ano de 2013 já com uma meta importante: pensar de forma cooperativa no que se trata dos recursos hídricos. Isso porque este ano será o Ano Internacional da Cooperação pela Água.

Esta campanha foi lançada pela Organização das Nações Unidas –ONU, em dezembro de 2010, na assembleia que declarou 2013 como o ano internacional de cooperação pela água e estabeleceu o dia 22 de março de 2013 como o primeiro dia mundial da água, elegendo a UNESCO para conduzir essa campanha, especialmente porque é uma organização multidisciplinar que combina as ciências naturais e sociais, educação, cultura e comunicação.

Isso é muito pertinente para o momento, pois as estatísticas em relação à distribuição dos recursos hídricos mostram números alarmantes.

Só para se ter uma ideia, segundo dados recentes, publicados pela UNESCO,  agente líder da campanha,  cerca de 11% da população mundial ainda não possui acesso à água potável e 37% vive sem redes de esgoto. Isso representa uma população com maior propensão de desenvolver doenças e se distanciar cada vez mais de uma vida com qualidade.

Para a UNESCO a campanha tem cinco objetivos importantíssimos:

  • Conscientizar sobre a importância, os benefícios e os desafios da cooperação pela água;

  • Gerar conhecimento sobre o assunto;

  • Criar ações concretas para melhorar o quadro atual;

  • Desenvolver parcerias para resolver desafios e;

  • Fortalecimento da cooperação internacional para alcançar as Metas do Milênio.

Um dia internacional para celebrar a água doce já tinha sido recomendadopela Conferência das Nações Unidas de 1992 sobre meio ambiente e desenvolvimento (CNUMAD) e a Organização das Nações Unidas (ONU)logo designoua data de 22 de março de 1993 como o primeiro dia mundial da água. Desde então,essa data passou a ser mais um meio de chamar a atenção do mundo sobre a importância da água doce.

Maior problema está nas cidades

Nas cidades, principalmente em grandes cidades, concentra-se a maior dificuldade em ter os cuidados necessários e manter a água adequada para o consumo.

Entre os problemas principais estão: os rios que recebem esgoto não tratado, resíduos e muito lixo. Além disso, para facilitar a urbanização, os rios são estreitados e canalizados, e na época das chuvas há transbordamentos e enchentes por esse motivo.Também o asfalto provoca a impermeabilização do solo, fazendo com que a água das chuvas tenham como única opção de escoamento as “bocas de lobo”, muitas vezes entupidas com lixo.

Esses problemas são agravados pelo desperdício que é maior nas cidades e faz com que regiões mais afastadas sofram com mais frequência a falta de água.

Para saber mais sobre a utilização da água nas cidades, veja o infográfico disponibilizado pelo site Planeta Sustentável.

Para utilizar a água de sua casa de forma sustentável, vale a pena seguir algumas dicas

Você também pode pesquisar mais sobre a água em nosso especial sobre o tema!

Curiosidade

No Brasil estão previstas ações de colaboração relativas ao Ano Internacional de Cooperação pela Água e são elas: lançamento de um selo comemorativo ao Ano Internacional, pelos Correios, no dia 22/03; implantação do Projeto Água e Educação na rede de Escolas Associadas da UNESCO, ligado à formação de professores sobre recursos hídricos; e agenda que está sendo negociada com instituições governamentais e não governamentais atuantes na conservação e gestão de recursos hídricos.