Bonecas de Papel

Bonecas de PapelQuem já brincou alguma vez com uma boneca de papel sabe que é muito divertido! Além de ser fácil para confeccionar, aguça a criatividade e pode ser levada para qualquer lugar sem ocupar espaço.

Esse tipo de boneca vem com as roupas e acessórios separados para serem recortadas.

As roupas têm abas nos ombros e nas laterais que servem para fixá-las nas bonecas.

Pelo que se sabe as bonecas de papel surgiram na Europa, principalmente em Viena, Berlim, Londres e Paris, nos anos de 1700.

Nessa época as bonecas eram pintadas à mão e serviam também de divertimento para adultos ricos, que ficavam “brincando” com elas e imaginando formas de diversificar o figurino, inclusive, alguns pesquisadores acham que elas surgiram a partir da ideia de uma costureira que queria mostrar seus modelos de forma mais real possível para suas clientes.

Em 1791 foi criado um novo estilo de bonecas de papel, chamada de boneca inglesa , maior que as anteriores e com guarda-roupa completa, com seis conjuntos de roupas, incluindo também acessórios e roupas íntimas.

A primeira boneca comercial foi fabricada em Londres, Inglaterra, em 1810 com o nome de Little Fanny. Já a primeira boneca de papel produzida na América foi em Boston, Estados Unidos, em 1812.

Ainda neste século, em 1830, foi criada a primeira boneca de papel que representou uma pessoa famosa. A escolhida foi a da bailarina Marie Taglioni. Aqui no Brasil elas chegaram bem mais tarde, provavelmente na década de 1930, vindas de Paris e eram vendidas em lojas de brinquedos.

Mas a produção em larga escala somente começou no início do século XX. A partir de 1900 as bonecas de papel estavam bem popularizadas e o foco continuavam sendo mulheres e crianças. Elas apareciam em revistas femininas, como mostra de modelos e em revistas infantis, jornais e outras publicações.

Em 1946, inclusive começou a ficar bastante popular chamada Mopsy , criada por Glayds Parker. Essa boneca fazia parte de uma tira de história em quadrinhos, portanto tinha uma história e sempre no final dela, havia a boneca Mopsy e as roupas daquela história, para serem recortadas e fazer parte de qualquer outra história inventada pelas crianças.

Entre 1930 e 1950 a moda era bonecas de papel que representavam as estrelas e celebridades do cinema e da música. Grace Kelly, Marilyn Monroe, Audrey Hepburn e Elvis Presley estavam entre elas.

 

Não pense que esse tipo de boneca perdeu espaço atualmente! Muito pelo contrário, está cada vez mais fácil, pois, como muitas estão em formato digital, basta imprimir quando há novidades ou mesmo quando elas rasgam!

Curiosidade

Na década de 1840 foi publicada Rainha Vitória no formato de boneca de papel e atualmente estas bonecas são consideradas valiosas raridades, portanto quem quiser adicionar à sua coleção deve saber que pagará muito caro!