Cidades Sustentáveis

Cidades Sustentáveis
Quando falamos de preservação do meio ambiente, além da preservação das florestas, oceanos e tudo que faz parte da paisagem natural, é importante também pensarmos nas cidades, principalmente nas grandes cidades e é por isso que neste especial vamos falar sobre as cidades sustentáveis.

O ritmo acelerado de crescimento das cidades deixou muitos rastros de desrespeito às pessoas e ao meio ambiente.

Mas atualmente as cidades estão cada vez mais envolvidas no sentido de pensar em soluções sustentáveis para melhoria da qualidade de vida e respeito à natureza e é justamente daí que sai o conceito de cidades sustentáveis, ou seja, são aquelas cidades que adotam práticas eficientes voltadas para a melhoria da qualidade de vida da população e desenvolvimento econômico, sem esquecer da preservação do meio ambiente.

Essas cidades adotam ações efetivas que fazem a diferença para o meio ambiente e para os cidadãos, como por exemplo:

  • Ações voltadas para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa, visando o combate ao aquecimento global;

  • Medidas que visam a manutenção dos bens naturais comuns;

  • Planejamento e qualidade nos serviços de transporte público, principalmente utilizando fontes de energia limpa;

  • Incentivo e ações de planejamento para o uso de meios de transporte não poluentes como, por exemplo, bicicletas;

  • Ações para melhorar a mobilidade urbana, diminuindo consideravelmente o tráfego de veículos;

  • Destino adequado para o lixo, incluindo: criação de sistemas eficientes voltados para a reciclagem de lixo e uso de sistema de aterro sanitário para o lixo que não é reciclável;

  • Aplicação de programas educacionais voltados para o desenvolvimento sustentável;

  • Investimentos em educação de qualidade.

  • Adoção de práticas voltadas para o consumo consciente da população;

  • Ações que visem o uso racional da água e seu reaproveitamento;

  • Criação de espaços verdes (parques, praças) voltados para o lazer da população;

  • Programas voltados para a arborização das ruas e espaços públicos.

Assim, vale a pena conhecer alguns dos projetos já em desenvolvimento no Brasil e no exterior… Vamos lá!

Sorocaba – SP - Brasil

Preocupa-se em desenvolver a mobilidade sustentável, ou seja, aquela que promove o planejamento integrado levando em consideração a interdependência entre os transportes, a saúde, o ambiente, o direito à cidade e os inúmeros aspectos das políticas públicas como moradia, geração de emprego e renda, perfil de uso das fontes de energia utilizadas e, principalmente, a integração de todos os modais de transporte.

Matosinhos – Portugal

Com o objetivo entender melhor as relações entre o meio urbano e os diversos componentes do meio natural, como água, ar, solo, biodiversidade, entre outros, este município desenvolveu o projeto “Sistema de Gestão e Informação Ambiental dos Espaços Classificados do Território de Matosinhos” . Esse sistema já promoveu a conservação e valorização ambiental dos espaços naturais para, dessa forma, proteger a biodiversidade desses territórios.

Itaúna – MG – Brasil

Para diminuir o impacto ambiental o município implantou com sucesso um sistema de gestão de resíduos estão: aterro sanitário; serviços de limpeza urbana municipalizados (apenas a coleta seletiva é terceirizada); aplicação de taxa municipal para a coleta de lixo e campanhas para informar a população.

Glasgow - Escócia

Além de outros benefícios, o programa Cidade do Futuro desenvolvido em Glasgow   inclui a criação de um observatório revolucionário para a cidade. Isso  representa na prática a disponibilização de informações gerais da cidade, em tempo real e que pode ser acessados por aplicativos de smatphones ou pelo site. As pessoas e instituições podem acessar dados como monitoramento de trânsito, semáforos, qualidade do ar, falhas de iluminação pública, alertas meteorológicos e serviços, como o tempo de espera em hospitais. Isso ajuda as pessoas a organizar melhor seu dia e também às instituições a resolverem mais rapidamente problemas que afetem a vida dos cidadãos.

Ideias que fazem a diferença

Independente das cidades, as pessoas também fazem a diferença com ideias criativas para minimizar impactos ambientais e construir cidades sustentáveis. Um exemplo disso é são as construções utilizando garrafas pet. O plástico que forma a garrafa pet é extremamente prejudicial ao meio ambiente, principalmente pelo tempo de decomposição quando deixado na natureza, atualmente já há edifícios e casas construídos com esse tipo de garrafa, com grande aceitação. Com elas é possível também fazer: cadeiras, tijolos, blocos, tapetes, linhas, cordas, vassouras, entre outros.

Os carros elétricos representam outra forma de poupar o meio ambiente, pois não libera gases poluentes na atmosfera.

 

Já existe o plástico biodegradável, que não usa o petróleo como matéria-prima, mas sim uma substância produzida por micro-organismos, que se decompõem facilmente no meio ambiente.

Curiosidade

Todos já sabem que as mulheres são criativas e, quando o assunto é criatividade, elas realmente não perdem para ninguém! A prova disso está nessas seis tecnologias ecológicas desenvolvidas por mulheres

Transformar urina em energia elétrica, roupas que aproveitam a energia solar e cinto que transforma a gordura do corpo em energia são apenas algumas delas!

Isso é que é sustentabilidade criativa!