Evolução Skate

SkateVocê pode até procurar, mas é um desafio achar um adolescente que nunca tenha tentado alguma manobra com um skate!

É verdade, o skate é um dos esportes radicais mais praticados no mundo e não é só por crianças e adolescentes não!

Muitos adultos, nas horas vagas, arriscam alguma manobra e até participam de campeonatos.

Vamos descobrir como tudo começou…

Parece que tudo começou na Califórnia - Estados Unidos, em um dia nublado, com um grupo de surfistas entediados porque não podiam surfar, então, resolveram improvisar uma tábua pequena com rodinhas de patinete adaptadas e começaram a brincar com ela. Pronto! Ali estava uma das maiores invenções da década de 50!

Ainda na década de 50, mais precisamente em 1959, o primeiro skate foi fabricado e comercializado em série. A empresa responsável era a Roller Derby e em pouco tempo vendeu milhões de skates.

A partir da década de 60 algumas novidades: acontece o primeiro campeonato de skate, em 1963, no ano seguinte surge a primeira revista especializada em Skate - The Quarterly Skateboarder, lançada nos Estados Unidos e em 1965 um campeonato de skate é transmitido na TV pela primeira vez.

 Na década de 70 a maior novidade foi a invenção da roda de poliuretano, em 1972, fato que revolucionou a história do skate. Esse tipo de roda dava mais segurança e poderia ser usada em vários tipos de terreno. Além disso, essa invenção deu ao skate um enorme impulso para que ele se consolidasse como um esporte popular. Nesta década surgiram também outras modalidades: slalom, downhill, freestyle e vertical

O skate na década de 80 foi caracterizado por uma explosão de rampas de madeira feitas pelos próprios skatistas em ruas, praças e quintais de casa. Nessa década merece destaque a criação de equipamentos específicos que foram evoluindo em pouco tempo. O skate ganha destaque quando o instrumento principal do filme “De Volta para o Futuro”, em 1985.

 

A década de 90 é marcada pela profissionalização do esporte, isso se deve aos equipamentos melhores e mais leves, que facilitava manobras grandes e poderosas. Em 1995 a ESPN - Entertainment and Sports Programming Network, que é uma rede de programação de esportes e entretenimento, criou os X-Games e mudou a imagem do skate como esporte “rebelde”.

A partir de 2000 acontecem grandes shows e competições de skate. O esporte permanece solidificado e popularizado como nunca esteve, muito divulgado na TV e através de filmes. Prova disso é a criação, em 2010 do “Street League Skateboarding”, que é uma competição internacional somente para convidados com premiações milionárias e transmissão ao vivo pela TV e internet.

Quais são as partes de um skate?

Um skate é formado por oito partes, todas fundamentais para um bom funcionamento, são elas:

Shape que é a tábua de madeira que serve como base para as manobras, Composta por madeira leve e resistente disposta em folhas (madeira laminada).

Mesa é a peça na qual o eixo é encaixado. Há duas mesas em cada skate e em cada uma das mesas tem uma cavidade onde se devem colocar as chupetas , que fazem parte dos amortecedores. É importante frisar que a “base” ou “mesa” é parte integrante do conjunto denominado truck , que são os eixos do skate.

Os amortecedores são quatro, um par por truck, em cada skate. São colocados nas partes superiores pontiagudas dos trucks.

Há também as rodas e os rolamentos que permitem que as rodas girem livremente e, portanto faça o deslize do skate no solo.

Os parafusos de base são responsáveis por fixar partes do skate, e finalmente a lixa , que fica aderida à superfície da tábua ou shape, fazendo com que aumente o atrito entre o calçado e a tábua do skate, possibilitando, assim, a execução de manobras e impedindo que o calçado deslize sobre a tábua.

Manobras radicais

No skate há modalidades que fazem os participantes fazerem manobras radicais, veja só:

Street - nesta modalidade os praticantes utilizam a arquitetura da cidade, por exemplo bancos, escadas e corrimãos e o calçamento como obstáculos para executar suas manobras e se expressar.

FreeStyle - modalidade onde o skatista apresenta várias manobras em sequência, geralmente no chão. É considerado uma das primeiras modalidades do Skate.

Half-Pipe - modalidade vertical que é praticada em uma pista com curvas, com 3,40 m ou mais de altura. A pista, que apresenta a forma de U, é chamada de half-pipe e pode ser feita de madeira ou concreto.

 

Pool Riding - é praticado em piscinas vazias de fundo de quintal, que com suas paredes arredondadas são verdadeiras pistas de skate.

Big Air - modalidade criada por Danny Way outro que foi adaptada e atualmente é a principal competição do X Games.

Downhill longboard - modalidade onde o atleta desce uma ladeira fazendo manobras em alta velocidade.

Downhill Stand-up - a finalidade dessa modalidade é descer a ladeira com velocidade.

Downhill Slide - consiste em descer ladeira executando manobras de slide, com um skate maior, chamado Longboard.

Mini ramp - as minirrampas são populares em todo o mundo, pois, devido à pouca altura que elas possuem, as manobras são executadas com uma maior facilidade.

Na sessão “Para Colorir” de nosso site você encontrará um desenho radical que mostra as roupas e acessórios de um skeitista…

Agora que você já conhece melhor o skate é só praticar!
 

Curiosidade

O esporte chegou ao Brasil no final dos anos 1960, mas foi na década seguinte que se popularizou, quando ainda era chamado de “surfe do asfalto”.

Há skatistas brasileiros que ficaram famosos mundialmente. O primeiro deles foi o carioca Bob Burnquist, que venceu os X-Games em 2001. Depois dele, o paulista Sandro “Mineirinho” Dias repetiu o feito, em 2004 — e realizou o 900º, manobra imortalizada por Tony Hawk.

(fonte: Guia dos Curiosos)