Fenícios

Fenícios

Os fenícios, grande civilização da antiguidade, começou a se constituir aproximadamente 3000 a.C, em uma faixa de terra estreita que fica entre as montanhas do Líbano e o Mar Mediterrâneo. Atualmente essa região é a que pertence ao Líbano.

Como não tinham terras férteis para plantio, mas sim uma extensa área de litoral, acabaram fazendo da navegação sua atividade econômica principal, tornando-se os maiores navegadores da antiguidade.

Dominaram o comércio marítimo por longo período, comercializando todos os tipos de mercadorias. Além disso, fundaram colônias, como é o caso de Cartago, ao sul da África e Cádiz, na costa espanhola.

Características da Sociedade

Quanto à organização política, a Fenícia não era formada por um único estado, mas sim por várias cidades-estado que tinham autonomia para se organizar. Todas elas eram governadas por um único rei, que era sempre substituído por seus herdeiros.

A posição social estava relacionada com a riqueza que a pessoa tinha, assim, os indivíduos mais ricos eram os que ocupavam cargos políticos. Abaixo deles e, consequentemente com menos poder e importância, vinha a classe de pequenos proprietários e trabalhadores livres, entre eles artesãos, pescadores e camponeses. A parcela social mais explorada era composta por escravos e marinheiros pobres.

Da atividade comercial marítima também surgiu a necessidade de registro das informações de compra e venda de mercadorias, assim os fenícios foram responsáveis pela elaboração de um dos mais antigos alfabetos de que se tem conhecimento. Este alfabeto era composto por 22 caracteres fonéticos simplificados, correspondentes a letras, cada um equivalente a um som diferente, o que possibilitava a formação de palavras. Dessa forma tornou a comunicação mais prática e também proporcionou aos fenícios a capacidade de regular e planejar suas atividades comerciais, ajudando também na comunicação entre as pessoas.

A navegação era mesmo o forte desse povo! Construíam barcos chamados de galeras, e com eles chegavam a locais muito distantes. Há também as famosas birremes usadas na guerra. Essas foram às primeiras embarcações com fileiras de remos sobrepostos de que se tem notícia. Tinham o casco formado, por um tronco de grandes dimensões, sobre o tronco havia um corredor onde ficavam os soldados. Uma fileira de remadores sentava-se em plataformas laterais e outra, abaixo dos militares. O único mastro ficava próximo ao centro da embarcação, equipado com uma vela quadrada, e era erguido apenas quando havia ventos favoráveis.

Sobre a religião, os fenícios tinham grande interesse pelo culto à natureza, ou seja, a adoração às árvores, montanhas e demais elementos naturais: a Grande Mãe e Baal, deus protetor eram as mais prestigiadas divindades nos rituais dos fenícios, assim são considerados politeístas.

Curiosidade

As características do alfabeto dos fenícios estão refletidas também em outros povos, como por exemplo o alfabeto grego, o aramaico, hebraico, arábico e muitos outros.

Dicas para o Professor

Para que os alunos conheçam mais sobre os o alfabeto fenício, você pode solicitar uma pesquisa aprofundada sobre as características desse alfabeto. O conteúdo de nosso site e as atividades propostas poderão ajudar nesse sentido. Depois da pesquisa você poderá solicitar que relacionem o alfabeto fenício com o nosso e que tentem formar palavras com esses símbolos.

Para reforçar a característica de navegação dos fenícios você pode pedir que estudem o conteúdo e solicitar que construam um navio fenícios com as características específicas daquela embarcação.

Aproveite também as outras atividades de nosso site!

Bom trabalho!