Fossil

FossilVocê já ouviu falar em fósseis? Não?!?!?! Então veja só que coisa interessante: fósseis são restos ou vestígios de animais e vegetais preservados em rochas. Esses restos comprovam que eles existiram há milhões de anos e através deles os especialistas podem descobrir há quanto tempo morreram ou até mesmo como era seu modo de vida.

Para ser considerado um fóssil, é preciso que ele tenha vivido há mais de 11.000 anos. Os restos ou evidências antigas, mas com menos de 11.000 anos são classificados como subfósseis.

As estruturas preservadas do animal ou planta geralmente são as mais resistentes, as quais chamamos de “partes duras”, como dentes, ossos, conchas, etc.

O processo de formação dos fósseis é chamado de fossilização e pode ocorrer de maneiras diferentes com as descritas a seguir:

Incrustação: ocorre quando substâncias trazidas pelas águas que se infiltram no subsolo depositam-se em torno do animal ou planta, revestindo-o. Ocorre, por exemplo, em animais que morreram no interior de cavernas.

Permineralização: ocorre quando substâncias minerais são depositadas em cavidades existentes em ossos e troncos. É desse modo que se forma a madeira petrificada.

Carbonificação ou incarbonização – ocorre quando há perda de substâncias voláteis (oxigênio, hidrogênio e nitrogênio principalmente), restando uma película de carbono.

O estudo dos fósseis é chamado de Paleontologia, e dentro dessa área de estudo há subdivisões: paleozoologia - estudo dos fósseis animais; paleobotância - estudo dos fósseis vegetais e paleoicnologia - estudo dos icnofósseis, ou seja, das estruturas resultantes das atividades dos seres vivos, como pegadas, sulcos, perfurações ou escavações.

 

 

Dinos no Brasil ?!?!?!?

Sim, essas criaturas enormes, muitas vezes pouco amistosos e lutando pela sobrevivência existiam aqui por nossas “bandas”! Como foram descobertos? Porque foram localizados fósseis de dinossauros em várias partes do país.

Já temos registradas 14 espécies de dinossauros no Brasil, sendo que o país possui várias regiões caracterizadas pela presença de fósseis desses animais.

Os cientistas cada vez mais têm provas que o Brasil abrigou uma enorme variedade de espécies de dinossauros. No ano de 1897 foram encontrados os primeiros fósseis de dinossauros no Brasil, na cidade chamada Souza na Paraíba.

Ao longo dos anos muitas regiões brasileiras foram exploradas e fósseis foram encontrados. Entre essas regiões estão a cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde foi descoberto o primeiro fóssil de réptil terrestre da América do Sul, o Rincossauro e a cidade de Uberaba, em Minas Gerais, que tornou-se referência nas pesquisas de dinos, mas a cidade que realmente merece destaque é Souza na Paraíba. Nesta cidade, em 1897 foram encontrados os primeiros fósseis de dinossauros no Brasil e mais tarde, pela grande quantidade de fósseis e vestígios encontrados, passou ser conhecida como o Parque dos Dinossauros Brasileiros, o qual é reconhecido como um dos mais importantes no mundo todo.

Recentemente, o Brasil voltou a chamar a atenção dos pesquisadores pela porque foi encontrado aqui fósseis do Santanaraptor, dinossauro carnívoro que viveu na região que hoje é o Ceará há cerca de 110 milhões de anos.

Já pensou então como era a vida por aqui há milhões de anos atrás?

Curiosidade

 

O método usado para determinar a idade de um fóssil é chamado de datação radioativa, se baseia no fenômeno da radioatividade e foi descoberto no final do século XIX. No caso de fósseis de seres vivos, costuma-se usar carbono 14 para fazer a datação.