Máquinas Voadoras

Máquinas Voadoras

O ser humano sempre admirou a capacidade de voo dos pássaros. Ao longo da história, há vários registros de tentativas de voo, sempre frustradas, mas que deixaram clara a busca do homem pela conquista dos ares. É até engraçado imaginar como eram essas tentativas, imagine só: usar um par de asas feitas de madeira e penas, imitando as asas dos pássaros e eram colocadas nos braços e a ideia é que se movimentassem como asas. Agora pode mesmo parecer engraçado, mas eles levam muito a sério!

O fato é que quem primeiro pensou em algum instrumento mais viável para voar, através de um estudo científico, foi Leonardo da Vinci, que criou um protótipo de avião no século VX.

Outro fato marcante para história da aviação foi a invenção dos planadores , por Otto Lilienthal. Ele chegou a realizar mais de 2000 voos, mas acabou morrendo em um desses vôos, em 1896.

Entre essas máquinas voadoras maravilhosas, não podemos nos esquecer dos balões , que viraram “febre” em 1783, ano da primeira ascensão de um balão tripulado. O problema que logo ficou evidente é que não havia como controlá-los, e nem sempre eles desciam onde as pessoas queriam.

Este problema foi solucionado somente cem anos depois, em 1898, quando o brasileiro Alberto Santos-Dumont construiu o primeiro balão semirrígido, chamado de dirigível. Tinha forma de charuto e seu motor era movido à gasolina. Os dirigíveis foram usados para fins comerciais por algum tempo, até que um de seus modelos mais famosos, o Zeppelim, pegou fogo ao pousar em um aeródromo dos EUA.

Finalmente, o parente mais próximo do avião que conhecemos hoje foi aos ares pela primeira vez em 1906: era o 14 Bis, também criado por Santos Dumont.

Daí para frente a aviação só progrediu com a evolução de motores, modelos mais aerodinâmicos e formas de uso. Além do uso comercial, surgem os aviões de passageiros , que facilitaram muito o deslocamento das pessoas, mas o destaque a evolução dos aviões foi marcada pelos supersônicos , com velocidade duas ou três vezes maiores que a do som. Os mais conhecidos foram o Concorde (franco-britânico) e o Tupolev (russo), que transportavam 144 passageiros. Pararam de circular nos anos 90, devido aos custos elevados de manutenção, passagens e combustíveis.

Mas o homem não parou por aí! A meta seguinte era a conquista do espaço! Entre as décadas de 50 e 70, houve avanços significativos na conquista do espaço até que em 20 de Julho de 1969, pela missão Apollo 11, os primeiros homens da Terra Neil Armstrong e Edwin Aldrin, pousam na superfície lunar.

Curiosidades

O Antonov An-225 é o maior avião de carga do mundo. Ele consegue transportar até 275 toneladas de carga.