Oficina da Pizza

Oficina da PizzaSábado à noite é dia de pizza… Mas, no domingo ela
também cai muito bem… E porque não na quarta-feira,
depois de um dia longo de trabalho ou estudo… Bem, na verdade, todo dia é dia de pizza , essa criação
maravilhosa da culinária italiana, que cai bem em todos
os locais e situações!

Origem

A pizza como conhecemos hoje realmente
foi criada pelos italianos , mas antes deles
outros povos já tinham alimentos
bem semelhantes em sua culinária.

Os fenícios , por exemplo, costumavam acrescentar ao pão, que era achatado,
semelhante ao pão sírio, coberturas de carne e cebola.
Os turcos faziam um preparado parecido, só que a cobertura era à base de carne de carneiro e iogurte fresco. Foi justamete através desse povo que o pão turco com essa cobertura chegou até Nápoles, na Itália, durante as cruzadas do Século XI.

No começo, a pizza era um alimento utilizado pessoas humildes, principalmente do sul da Itália e logo surge o termo “picea”, que significava um disco de massa assada com ingredientes por cima. Essa cobertura usava ingredientes baratos, toucinho, peixes fritos e queijo, eram vendidas por ambulantes com o objetivo de “matar a fome”. A mais antiga pizzaria que se conhece está em Nápoles, cidade italiana considerada o “berço da pizza” e foi fundada em 1830.

Com o passar do tempo os napolitanos começaram a incrementar o prato com outros tipos de cobertura, incluindo o queijo, tomate e o orégano, que não podem faltar em nenhuma pizza.

Pizza no mundo

Pela praticidade na reparação e variedade de sabores, a pizza ganhou o mundo, sendo levada pelos imigrantes italianos, que por décadas partiram para várias partes do mundo. No Século XX a pizza já tinha conquistado praticamente todas as culturas: os palácios da Europa, as Américas, o Japão etc. Mas, adivinhem só quais são os países que mais consomem pizza em todo mundo??? Quem falou EUA e Brasil, acertou em cheio, principalmente as cidades de Nova Iorque e São Paulo!

Por ser conhecida internacionalmente, é claro que merece um dia só para ela e esse dia é 10 de julho.

Pizza no Brasil

Aqui em nosso país a pizza chegou por São Paulo, junto com os primeiros imigrantes italianos que, no final do Século XIX desembarcaram no porto de Santos. No começo a pizza era consumida pelas ruas, como um lanche, a qualquer hora do dia, eram vendidas, como na Itália, por garotos que carregavam pequenas estufas de cobre, como tambores, cheios de pizzas pré-preparadas que eram mantidas quentes por brasas de carvão.

Não demorou a surgir as primeiras pizzarias e como grande parte desses imigrantes foram morar no bairro paulistano do Brás, foi ali que elas começaram a aparecer. Agora, a cidade tem mais de 11 mil pizzarias no estado de São Paulo, em um consumo médio de um milhão de unidades por dia.

Logo também começou a ganhar espaço em nossas cidades e já está presente nas comemorações entre parentes e amigos de norte a sul do país. 

Segredos de uma boa pizza

Os especialistas em pizza afirmam que preparar a massa é uma forma de arte. O jeito de preparar a massa varia de acordo com o gosto do freguês: massa fina, crocante, grossa ou macia. Os principais ingredientes da massa são a farinha, água e fermento. Em muitas receitas básicas também se coloca sal e açúcar. Esses ingredientes extras dão mais opções de gosto e textura.

A maioria do pizzaiolos usam farinha com alto teor de glúten porque ele torna a crosta dura o suficiente para aguentar a água e os outros ingredientes. A água é vital porque ela trabalha junto do amido da farinha para dar liga ao glúten - é isso que torna a casquinha da pizza boa e firme. A quantidade de água usada em uma receita de massa de pizza varia de acordo com a consistência que se quer obter. Já o fermento deixa a massa mais flexível e fácil de manusear. O sal dá um sabor extra. Ele também retarda o processo de fermentação. O óleo aumenta a elasticidade e umidade da massa ao lubrificá-la. Alguns chefs usam óleo de oliva ou de canola para adicionar um sabor extra.

Em cena as mais famosas…

Margherita__: tomates, queijo mussarela e folhas de manjericão;

Mussarela: tomates, quejo mussarela, orégano e azeitonas pretas;

Portuguesa: tomates, presunto, queijo mussarela, cebola, ovos cozidos e azeitonas pretas e/ou verdes;

Calabresa: tomates, linguiça, calabresa, cebola e azeitonas pretas;

Toscana: tomates, queijo mussarela misturada com linguiça, toscana moída e azeitonas pretas;

Pepperoni: tomates, queijo mussarela, rodelas de salame pepperoni e azeitonas pretas;

Quatro queijos: tomates, queijos mussarela, gorgonzola, parmesão e catupiry, e azeitonas pretas;

Pomodoro: tomates, queijos mussarela e parmesão ralado, alho e azeitonas pretas.

  Curiosidades

A pizza Margherita também surgiu em Nápoles, em 1889, feita de encomenda para o rei Umberto I e a rainha Margherita. A primeira redonda criada por Rafaelle Esposito, em 1889, para ser servida à rainha Margherita, da Itália, foi enfeitada com as cores da bandeira italiana: queijo branco, manjericão e tomate.