Roma Antiga

Roma Antiga

Diz a lenda que Rômulo e Remo, irmãos gêmeos, foram encontrados abandonados, sendo amamentados por uma loba. Regressaram adultos ao local onde tinham sido abandonados e fundaram a cidade de Roma, 753 a.C., mas as provas que temos sobre origem de Roma vem das pesquisas arqueológicas, que revelam que foi construída pelos italiótas – nome dos povos que pertenciam à Itália -  formando inicialmente uma aldeia de pastores. Eles não ficaram sozinhos por muito tempo: logo chegaram os gregos, que, seguindo seu ideal de expansão conquistaram Roma e finalmente o povo etrusco, acabando por consolidar a fundação de Roma.

Uma sociedade bem estruturada

A sociedade em Roma era bem dividida: a figura principal era o rei , que governava o povo, sendo que todas as ordens partiam dele. Em seguida vinham os patrícios , formada por membros de famílias nobres, proprietários de terras e gado. Tinham privilégios e podiam ocupar cargos elevados ou ser sacerdotes. A classe dos clientes estava ligada diretamente aos patrícios, pois prestavam serviços a eles e em troca recebiam proteção e apoio econômico. Os plebeus constituíam a maior parte da população, descendiam de povos vencidos nas guerras romanas. Esta classe era formada por artesões, comerciantes, camponeses e no início não tinham nenhum direito civil, religioso ou político, mas aos poucos foram lutando e obtendo concessões por parte dos patrícios. Finalmente os escravos , que eram prisioneiros de guerra e consequentemente não tinham nenhum direito.

Muitos guerreiros, muitas conquistas

Com um exército muito bem preparado e muitos armamentos, os romanos conquistaram a península itálica e avançaram em suas conquistas, tendo primazia sobre o Mar Mediterrâneo, dominaram também a Grécia, Egito, Síria e Palestina entre outros, garantindo a expansão do Império Romano.

Júlio César e a transformação de Roma

Júlio César foi um grande imperador romano. Teve uma ascensão política rápida, era um guerreiro versátil e ganhava todas as batalhas que comandava. Baseava-se numa disciplina rigorosa e no amor que os soldados tinham por ele, bem como no uso diferenciado que dava à cavalaria romana. Tornou-se um ditador e isto lhe custou a vida, pois foi assassinado por um grupo de senadores, insatisfeitos com suas ações. Este fato culminou na transformação política e na queda da República e entrada no período do Império.

Arquitetura milenar

A arquitetura romana deixou marcas por ser grandiosa e rica em detalhes. As famosas termas , grandes banheiras onde os romanos se reuniam para o banho público. O Coliseu era o mais famoso dos anfiteatros da Roma antiga. Era uma estrutura gigantesca, onde aproximadamente 50 mil pessoas podiam assistir a jogos e lutas com gladiadores. Outra construção romana que ainda sobrevive ao tempo são os famosos aquedutos romanos. Os aquedutos romanos são construções em pedra, em forma de canais, com objetivo de levar água de locais onde se encontra em abundância até locais onde há escassez de água e a população é numerosa. Até hoje existem aquedutos construídos pelos romanos em muitos países da Europa, como por exemplo na França, Espanha e Portugal.

A origem das línguas ocidentais

O latim era a língua falada na Roma Antiga, e nossa língua materna, a lingua portuguesa tem origem na antiga civilização romana. O mesmo ocorre com o idioma francês, espanhol, italiano e romeno.

Bases do Direito

Com a expansão do território e o crescimento da população, um dos maiores problemas de Roma passou a ser o convívio em sociedade, assim, houve a necessidade de se estabelecer regras para essa convivência, disciplinar atitudes e punir quem não seguisse as regras estipuladas, por isso Roma deu bases ao Direito Moderno. Para que não andava na linha e infringia as leis as punições eram muito severas, podendo chegar até a morte pelo confronto com feras ou gladiadores.

Curiosidade

O primeiro relógio de sol surgiu em Roma. Um relógio de sol marca as horas aproximadas pela sombra projetada por uma haste.